Categorias
Diversos

Sobre o Texto Tradicional Recebido Receptus Bizantino Segunda Parte

Sobre o Texto Tradicional Recebido Receptus Bizantino Segunda Parte. Os pais da Igreja utilizaram qual Versão das Escrituras? Estas cópias são fiéis?

Neste artigo vamos observar numa visão panorâmica, a larga escala de aceitação e uso das Escrituras Versão Recetus pelos pais da igreja.

Imagem ilustrativa do artigo Sobre o Texto Tradicional Recebido Receptus Bizantino Segunda Parte

Sobre o Texto Tradicional Recebido Receptus Bizantino Segunda Parte

Sobre o Texto Tradicional Recebido Receptus Bizantino Segunda Parte: TEXTUS RECEPTUS

A melhor e mais fiel cópia deste “Texto Tradicional” (BIZANTINO) foi o “Texto Recebido” para impressão.

Estes manuscritos também foram referência de citações dos pais da igreja.

Levantamento pelo John Burgon verifica que os pais da igreja usaram em sua maioria foram os BIZANTINOS ( Texto Tradicional que impresso recebeu o nome de RECEPTUS).

Sobre o Texto Tradicional Recebido Receptus Bizantino Segunda Parte: Registro da História

REGISTRO DA HISTÓRIA: O Textus Receptus foi compilado de manuscritos bizantinos por numerosos editores desde o começo do ano 1500.

Erasmo, Stephens,  Beza, e os irmãos Elzevir, Mill e Scrivner.

Essas edições diferem  pouco uma da outra, mas ainda são consideradas como o mesmo texto básico.

O Textus Receptus (como conhecido mais adiante), foi o texto usado por Tyndale e em seguida pelos tradutores da versão Autorizada Inglesa (Rei Tiago) de 1611 e de outras traduções da era da Reforma.

DATA: 1.500 – 1.611 – O Texto Tradicional = Bizantino = posteriormente recebeu o nome de RECEPTUS com a Versão Autorizada Inglesa (Rei Tiago) em 1.611 e outras da era da Reforma.

Sobre o Texto Tradicional Recebido Receptus Bizantino Segunda Parte: O Texto Crítico

DATA: 1.900 – 2.000 – Surgiu outro Novo Testamento Grego usado hoje na maioria esmagadora das traduções do Novo Testamento.

Esse “Texto Crítico” teve sua formação baseada num PEQUENO número de manuscritos Gregos da metade do Século Quarto em diante.

Há controvérsias de que este tem uma data anterior aos Textos Bizantino.

—> Lembrando que a Tradução do Texto Receptus advém do segundo século espalhado por todo território de linguagem grega.

O argumento que fortalece o “Texto Crítico” se firma em APENAS DOIS MANUSCRITOS:
O Manuscrito Sináitico, e o
Manuscrito Vaticano

Como a ORIGEM destes dois são Alexandrinos (do Egito), foram considerados por dois eruditos (Wescott e Hort) MODERNOS como “Textos Neutros”

Perdeu a Primeira Parte deste artigo? – Leia AQUI

ESSES DOIS MANUSCRITOS É A BASE DE TODA A TRADUÇÃO CRÍTICA que é adotada pela maioria. (Lembrando que isso se deu no Século 19 e 20.

Deixe uma resposta